Síntese do desejo coletivo, o Plano Diretor com Diretrizes de Projeto foi elaborado em 2006, com parceria da iniciativa privada e, em 2007, foi aprovado pelo Conselho de Orientação do Parque Tizo.

Principalmente devido ao empenho e entusiasmo do Eng. Fábio Barros, do Instituto Embu de Sustentabilidade, foi possível a elaboração do Plano Diretor por equipe multidisciplinar composta por arquitetos, geógrafos, agrônomos, biólogos, geólogos e engenheiros que atuaram de forma voluntária, além de técnicos e pesquisadores de diferentes unidades da SMA.

A consulta pública para definição do programa do parque e o diálogo com a comunidade do entorno para definição de programa do Parque, envolvida desde o início neste processo de projeto participativo, tornando a forma de produção tão importante quanto o produto.